Detectadas ondas de rádio fora da nossa galáxia

Múltiplos pequenos surtos de ondas de rádio foram detectados, vindos de um único local, muito para lá da nossa via láctea. é a primeira vez que se verifica uma repetição destes “surtos rápidos de rádio” (FRB), indicando que têm origem numa fonte poderosa a muitos anos-luz.

Estes surtos sempre foram um mistério para os astrónomos. Só foram detectados 17 até hoje, sendo sempre eventos isolados. Os cientistas têm teorias de que estes surtos são causados, por exemplo, pela colisão de estrelas de neutrões, mas esta última descoberta indica que o que quer que produz estes surtos não é destruído no processo. Neste caso, parece que os “surtos rápidos de rádio” não originaram de uma explosão, sugerindo vários tipos de surtos de ondas rádio.

A deteção de FRBs começou há relativamente pouco tempo. O primeiro foi descoberto em 2007, após analisar dados de um telescópio na Terra. Foi apenas no ano passado que os cientistas descobriram um surto enquanto chegava à Terra, e não por registos. Segundo a Universidade de Cornell, este último surto originou a 6 mil milhões de anos-luz do nosso planeta, mas não conseguem ainda descobrir de que local.

Agora que sabemos que alguns FRBs se repetem, podemos começar a tentar descobrir de onde vêm exatamente, ou classificá-los por diferentes categorias.

“Apenas alguns fenômenos astrofísicos conseguem produzir surtos destes e pensamos que o mais provável é serem estrelas de neutrões noutras galáxias, não necessariamente de explosões”.

Segundo o professor James Cordes, da Cornell

Fonte: Orossio

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s